O esforço por um consumo mais consciente de água é importante para o futuro do planeta, mas também tem repercussões imediatas no seu bolso. Muita água é desperdiçada em atividades corriqueiras no cotidiano das casas. Os litros que escorrem pelo ralo viram dígitos a mais na conta de água no fim do mês. A economia passa por algumas mudanças de hábitos e é só preciso saber por onde começar.

Um bom primeiro passo para quem quer diminuir o valor da conta de água é investigar a existência de vazamentos dentro da residência. Eles são uma das principais fontes de desperdício de água no Brasil e avaliações periódicas em canos, hidrômetro e caixa d’água ajudam a prevenir o problema.

Mas mesmo as casas livres de vazamentos não estão imunes ao desperdício. Banhos demorados, uso desregrado de mangueiras e da máquina de lavar roupas são só exemplos de práticas que geram perdas desnecessárias de água. A disposição para mudar hábitos já é capaz de fazer uma enorme diferença no valor mensal da conta.

De olho no banho

O banheiro é o local da casa onde se concentra o maior consumo de água. Estima-se que só o chuveiro é responsável por mais de 30% do volume de água usado mensalmente em uma casa. Outros 30% de consumo doméstico de água, em média, escorre pelas descargas, especialmente quando os vasos sanitários utilizam modelos de válvulas mais antigos.

Em um cenário como esse, atitudes simples podem gerar grandes mudanças no valor da sua conta. Reduzir em cinco minutos o seu tempo no banho, por exemplo, pode significar uma economia de 1.350 litros de água ao fim de um mês. No caso de uma família com quatro pessoas, a redução é ainda mais significativa.

Outro jeito de reduzir gastos passa pela escolha da válvula de descarga. As descargas de acionamento duplo podem economizar até 75% de água, em uma comparação com as descargas comuns.

Veja no infográfico abaixo os efeitos e a economia gerada por pequenas mudanças dentro de casa.

Infográfico com dados sobre como economizar água no banheiro.

Economia em toda a casa

As outras áreas da casa também concentram focos de desperdício. Mudanças nos hábitos de lavar louças, regar plantas e usar a máquina de lavar ajudam a entrar de cabeça no consumo consciente e reduzir o valor da sua conta de água. Confira quatro dicas para começar já:

1. Foco na cozinha

Reduza a necessidade de água na hora de lavar louça. Antes de pegar a esponja, despeje no lixo todos os restos de alimentos que ainda estejam grudados em pratos e panelas. Mantenha a torneira fechada enquanto ensaboa os utensílios.

2. Máquina cheia

135 litros de água são usados cada vez que você aciona uma máquina de lavar roupas com 5 quilos de capacidade. Aguarde para só usar o aparelho quando já tiver acumulado roupa suficiente para enchê-lo. Você também pode reservar a água que sobra da lavagem e reutilizá-la na limpeza da casa.

3. Nada de mangueira

A mangueira é uma das grandes vilãs do desperdício de água: 30 minutos de mangueira ligada representam a perda de 558 litros de água. O volume equivale ao necessário para 12 banhos de 5 minutos. É muito, né? Vassoura para a calçada, baldes para lavar o carro e regadores para as plantas são algumas alternativas contra o desperdício.

4. Redutores de vazão

Os redutores são vendidos em lojas de materiais hidráulicos e home centers. Os equipamentos são acoplados a chuveiros e torneiras que têm vazão intensa, acima do necessário, e podem ajudar a reduzir em até 50% o consumo de água.

Viu só como não é difícil economizar na conta de água? A resposta está em pequenas mudanças de atitude dentro de casa, mas com impactos significativos para a economia de água e também no valor da conta. Priorizar o uso sustentável desse precioso recurso é importante para o futuro. Faz bem para a natureza e para o bolso!

O que você achou deste conteúdo? Siga nossos perfis nas redes sociais para não perder nenhuma novidade! Estamos no FacebookInstagramLinkedInTwitter e YouTube.