Todo mundo já sabe que o meio ambiente é fundamental para a nossa existência e que devemos cuidar dele em várias instâncias e setores, inclusive na esfera individual. Nesse sentido, elaboramos este texto com 7 dicas práticas e aplicáveis no seu dia a dia para que você repense o seu consumo e esteja apto a fazer escolhas que causam menos impactos para que você tenha um consumo mais consciente.

São coisas simples, como a reutilização de embalagens, diminuição do uso de plásticos, separação correta do lixo e muito mais. Se você acha que não pode contribuir muito com o meio ambiente, continue lendo nosso artigo para aprender e repensar suas ideias sobre hábitos conscientes que contribuem com a natureza e o bem-estar de sua comunidade agora mesmo.

Qual a importância do consumo consciente?

Sabe aquela a frase do livro “O Pequeno Príncipe” que diz que “tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas”? A lógica que o escritor Antoine de Saint-Exupéry criou para o principezinho do seu famoso livro bem que pode ser aplicada na dinâmica do consumo consciente. Afinal, você também é responsável pelo canudo de plástico que consome e pode acabar indo parar nos mares, pelas embalagens que formam as ilhas de plástico nos oceanos ou ainda pela montanha de lixo produzida todos os dias e que nem sempre tem destinação correta.

Nesse sentido, que tal ser eternamente responsável pelo planeta e consumir menos? Produzir menos lixo? Ou vigiar para onde vão os produtos após o descarte?

A tarefa pode parecer difícil ou inglória, mas vamos mostrar que, com pequenas mudanças de hábito, é possível fazer sua parte e preservar os recursos naturais e melhorar a sua qualidade de vida e do habitat de todo mundo, inclusive dos animais.

Como praticar o consumo consciente no dia a dia?

Você já ouviu falar nos 5 Rs? Repensar, reutilizar, reduzir, reciclar e responsabilidades são pilares do Movimento Lixo Zero. Ainda que zerar a produção de lixo não seja seu objetivo, eles inspiram ações que podem tornar o consumo no nosso dia a dia mais consciente.

Focando no “R” de “Responsabilidades”, este pilar defende que toda a sociedade pode colaborar para que a quantidade de lixo gerada seja diminuída. E de fato, para promover uma mudança significativa, a participação entes como a indústria (ao produzir e pensar o design e materiais dos produtos); o comércio (ao comercializar os produtos industrializados); o consumidor (ao realizar as escolhas de consumo, uso e descarte) e o governo (ao intermediar as responsabilidades da comunidade e da indústria) são fundamentais.

Veja abaixo algumas dicas para um consumo mais consciente no seu dia a dia:

1. Compre somente o necessário

Veja bem! Ninguém está dizendo para você deixar de consumir, mas que suas escolhas fazem diferença e podem, inclusive, melhorar o planeta. Além de ser seletivo e escolher bem o que e de quem vai comprar, você pode fazer uma análise antes e pensar se precisa mesmo consumir aquilo.

O consumo desenfreado é uma das causas do desgaste dos recursos naturais e que pode levar à escassez de alguns deles. Então, a primeira pergunta é: você precisa realmente do que vai consumir? Te faz falta? É necessário? Se a resposta for sim, busque produtores conscientes. Mas se a resposta for não, poupe o planeta e consuma só o que for necessário. O meio ambiente e o seu bolso agradecem!

2. Reutilize as embalagens de produtos

Outra boa iniciativa, e que é bastante simples, é a de reutilizar as embalagens dos produtos e evitar que elas se acumulem em lixões ou aterros sanitários. Ou pior: que acabem mal descartadas cheguem até os rios e mares, engrossando as ilhas de plástico nos oceanos.

Para isso, vale tudo! Tem empresas que promovem a logística reversa: você devolve a embalagem e ganha algum tipo de vantagem ou desconto, por exemplo. Também vale dar um novo uso ao recipiente (vaso de planta, cofrinho para as crianças, brinquedos e o que mais a imaginação mandar).

3. Diminua a utilização dos plásticos

Em termos de vilão do meio ambiente, os polímeros assumem o primeiro lugar da lista. Responsáveis por adoecer animais marinhos com microplásticos, por causar males por sua capacidade de absorver itens tóxicos e contaminarem a fauna de rios e mares, os plásticos devem ser evitados.

Opte por produtos com embalagens biodegradáveis, recorra à reutilização quando não tiver jeito e procure saber para onde vão os itens que você descarta, se são encaminhados para um local correto, como o aterro sanitário, ou para locais que possam ser poluentes, como lixões ou as ruas.

4. Não se esqueça de economizar água

Praticamente todas as nossas atividades diárias (e os bens que consumimos) demandam o consumo de água. Este recurso não é inesgotável e seu uso precisa ser consciente.

Para se ter uma ideia, a ONU indica que 110 litros de água por dia são suficientes para atender ás necessidades básicas das pessoas. Mas no Brasil, a média individual está na casa dos 154 litros de água por dia, ou seja, 34 litros a mais do que seria necessário. Inclusive, há regiões do país, como o Rio de Janeiro, em que o consumo chega a 254 litros por dia por pessoa, segundo dados do Ministério das Cidades.

5. Separe corretamente o lixo para reciclagem

A boa e velha reciclagem é uma prática que existe e é incentivada há anos, mas que ainda gera muitas dúvidas. Há quem ache que separar o lixo em casa é complicado, mas nada disso. A reciclagem se organiza pela separação de itens a partir da sua composição — papel, metal, plástico, vidro, lixo orgânico, madeira e não recicláveis. Todos, com exceção do orgânico, devem ser separados limpos — o que evita o mau cheiro —, e destinados a uma empresa que faça a coleta seletiva. Já no que diz respeito aos orgânicos, estes podem virar uma bela composteira que fornecerá adubo para suas plantas ou horta. Nada se perde, tudo se transforma.

Como vimos, o consumo consciente não é algo difícil, nem impossível de ser exercitado. Com um pouco de informação e vontade de fazer as escolhas certas, você consegue continuar adquirindo produtos que gosta, fazendo opções que privilegiam o meio ambiente e não exaurem os recursos do planeta. Com pequenas atitudes na sua casa, no seu dia a dia, você torna o planeta um lugar possível e mais consciente.

Agora que você sabe tudo sobre consumo consciente, que tal deixar um comentário sobre ele agora mesmo?