Economizar água e pagar menos no final do mês é o desejo de muitas famílias brasileiras. Nesse sentido, é possível colocar algumas mudanças de atitude em prática, que podem contribuir para esse objetivo. Em contrapartida, os vazamentos aparecem como um grande obstáculo.

Além dos impactos na conta e do desperdício, o vazamento de água pode causar problemas na estrutura do seu imóvel, afetando paredes, pisos e tubulações. E ainda existe um agravante: nem sempre ele está visível, por isso, é importante ter atenção para que seja identificado o quanto antes. Quer saber mais sobre o assunto? Continue lendo e confira!

Quais são os tipos de vazamentos de água e como detectá-los?

Quando pensamos em vazamentos, vem à mente a imagem de um cano estourado ou de uma grande quantidade de água pela casa. Esses são conhecidos como vazamentos externos. Isso pode acontecer, mas os mais comuns são aqueles que não vemos, ou seja, estão invisíveis no nosso dia a dia.

Esses vazamentos invisíveis, ou internos, acontecem com frequência e podem ocorrer, por exemplo, no vaso sanitário, quando apenas um filete de água é formado e dificulta a visualização. Também ocorre em tubulações aterradas ou dentro das paredes, nas partes internas da estrutura dos imóveis.

Encontrá-los nem sempre é fácil, e o recomendado é contratar empresas especializadas nesse serviço, conhecidas como “caça-vazamento”. Elas utilizam um equipamento chamado geofone eletrônico, que consegue captar o som da água através das paredes. Isso evita que você tenha que ficar quebrando pisos ou paredes para procurar onde está localizado o vazamento.

Porém, antes de chamar uma empresa especializada, você pode realizar alguns testes em casa para verificar se o vazamento não está em outro lugar, como na caixa d’água, no vaso sanitário ou na piscina, caso você tenha.

Para identificar escapes na caixa d’água, o primeiro passo é fechar o registro de saída do reservatório. Em seguida, fechar totalmente a torneira da boia e marcar no reservatório o nível em que a água se encontra. Verifique se ele continua igual depois de 1 hora. Se houver diferença, há vazamento.

No vaso sanitário, uma forma simples para fazer a verificação é colocar um pouco de sabão em pó nas paredes. Se ele ficar úmido e escorrer, é sinal de que tem água escapando naquele local.

Em piscinas, o teste deve ser feito para verificar se a água está vazando ou apenas evaporando. Para isso, encha a piscina normalmente, além de um balde até perto da borda. Coloque o balde dentro da piscina de forma que ele fique preso e não troque água com ela. Marque o nível de ambos e verifique no outro dia, comparando a altura dos níveis de cada um. Se houver uma grande diferença entre as marcações, há vazamentos.

Como os vazamentos de água causam prejuízos?

Os vazamentos podem causar vários prejuízos, desde maior gasto mensal até danos na estrutura do seu imóvel, caso não sejam identificados logo. Entenda melhor abaixo.

Prejuízo financeiro

O aumento na conta de água é, geralmente, o primeiro indício de que há um vazamento no imóvel. Em alguns casos, a companhia fornecedora da cidade avisa que houve um aumento brusco no volume de água consumido no mês.

Porém, quando o vazamento está dentro do imóvel, a responsabilidade de encontrar e corrigir o problema é do proprietário. Algumas empresas têm uma política de ressarcimento ao consumidor quando o vazamento é consertado. Por isso, é importante ter atenção ao seu consumo mensal e entrar em contato co a companhia de água para verificar se há possibilidade de ter algum desconto na fatura após a correção do problema.

Desperdício de água

Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), uma em cada três pessoas no mundo não tem acesso à água potável no mundo, por isso, utilizá-la de forma sustentável é dever de todos cidadãos.

No Brasil, estima-se que 38% da água tratada seja desperdiçada, o equivalente a 7 mil piscinas olímpicas cheias! Essas perdas são causadas por vazamentos internos e externos, ligações ilegais na rede de distribuição e falhas na leitura do hidrômetro.

Por isso, é importante que os vazamentos de água sejam resolvidos o mais rápido possível, visto que o prejuízo não é só para o consumidor, mas para toda sociedade.

Deterioração da estrutura do imóvel

Quando o vazamento ocorre na laje ou no telhado, é comum que a água escorra pelas paredes ou fique pingando em cômodos da casa. Além do incômodo, isso propicia o surgimento de fungos nas paredes e no teto. O mesmo ocorre quando o vazamento inicia na área interna de uma parede.

Assim, há comprometimento da estrutura do imóvel. No caso do teto, pode haver até o risco de ele começar a ceder e até cair, em casos mais graves. Os vazamentos invisíveis, geralmente, causam transtornos maiores e custos mais altos, pois necessitam de reformas nas tubulações.

O que fazer para evitar vazamentos de água?

Mais importante do que saber o que fazer em caso de vazamento é entender como evitá-los, afinal, é melhor prevenir do que remediar, certo? Para isso, faça vistorias frequentes nos cômodos da casa, nas torneiras, nas descargas, etc.

Verifique se todo o encanamento está bem vedado, se o vaso sanitário e as torneiras não ficam pingando depois do uso, se a caixa d’água está em perfeitas condições de uso etc. No caso da descarga, às vezes é possível ouvir o barulho de água escorrendo ou da caixa acoplada enchendo com frequência, mesmo sem ser acionada. Se perceber algum desses problemas, examine o local com cuidado.

Um outro momento em que é preciso ter atenção redobrada é ao furar paredes para instalação de armários, prateleiras, quadros, entre outros. Lembre-se de que as tubulações da sua casa passam por dentro das paredes, por isso, há um risco de serem perfuradas nesse momento. Se isso acontecer, feche o registro de água rapidamente para que o vazamento cesse e chame um profissional para trocar a tubulação.

Outras dicas para evitar vazamento:

  • faça uma limpeza semestralmente na caixa d’água, ou sempre que detectar alteração na qualidade da água;
  • troque as tubulações de ferro, que oxidam e podem romper, pelas de cobre;
  • limpe as válvulas reguladoras de pressão e verifique o estado das boias utilizadas na caixa d’água e na descarga do vaso sanitário.

Viu como o vazamento de água pode trazer vários problemas e prejuízos? Esperamos que você siga as nossas dicas de como evitá-lo e mantenha o seu imóvel com a manutenção em dia.

Com isso, você está contribuindo para evitar o desperdício de água. Lembre-se de que devemos consumir água de forma consciente! Quer conhecer outras formas de economizar e diminuir a sua conta no final do mês? Veja o nosso post sobre o assunto!